Dicas de publicidade para seu feed do Google Shopping na Black Friday de 2019

    black-friday-2019

    Antes que você perceba, a Black Friday estará aqui — vale a pena começar a planejar a sua estratégia para o Google Shopping.

    Em nosso post recente, Planejamento de e-commerce para a temporada de festas de 2019, falamos sobre o que o varejista pode fazer agora para se preparar para a temporada de final de ano.

    Agora está na hora de examinar em detalhe tudo o que você precisa descobrir para não perder um dos eventos de varejo mais importantes do ano: a Black Friday.

    Acima de tudo, queremos nos concentrar em 14 dicas de otimização de feed do Google Shopping que vão maximizar a sua performance na Black Friday e na Cyber Monday.

    É claro que hoje em dia a Black Friday já não é necessariamente um evento de um só dia, podendo cobrir pelo menos um final de semana, de sexta até segunda-feira (que é a Cyber Monday). Alguns varejistas começam suas liquidações de Black Friday até uma semana antes do final de semana:

    • A Black Friday é em 23 de novembro de 2019
    • A Cyber Monday é em 26 de novembro de 2019

    Assim você tem mais tempo e chances de conseguir novos clientes, mas você precisa estar pronto mais cedo do que parece!

    Não se esqueça de favoritar este post e voltar a ele mais tarde.

    Use o índice abaixo para ir direto para uma dica específica qualquer:

     


    # 1. Faça questão de fornecer dados recentes e de alta qualidade

    Assegure-se de que o seu feed esteja em dia e que as atualizações agendadas estejam funcionando conforme planejado. Durante o período da Black Friday, é extremamente importante que o seu feed seja atualizado pelo menos uma vez por dia a fim de sempre fornecer dados corretos de preço e disponibilidade.

    Durante a Black Friday, produtos podem se esgotar com muita rapidez e é essencial garantir que os anúncios correspondentes a um produto parem de ser exibidos assim que o produto ficar indisponível. Senão, cada clique dirigido a algum destes produtos no Google Shopping será dinheiro gasto.

    A mesma história se aplica ao preço. É uma boa ideia ajustar os preços diariamente a fim de se manter na competição. Certifique-se de que o preço atualizado no site seja refletido no seu feed de produtos.

    Incompatibilidades de preço e disponibilidade entre o feed e a página de entrada podem ser a causa de reprovações de produto e até a suspensão da conta no Google Shopping, além de criarem uma experiência frustrante para o comprador. O que você menos quer na Black Friday é que sua conta seja suspensa ou seu feed, reprovado!

    Aliás, a reativação de uma conta suspensa pode levar vários dias.

    Aqui está como você consegue aumentar a frequência das suas atualizações de feed com o DataFeedWatch:


    1. Em primeiro lugar, vá para a seção Editar configurações da sua loja.

    editar-configuracoes-da-loja-datafeedwatch

    2. Marque a caixa Adicionar diversos downloads e configure o calendário de atualizações.

    atualize-o-feed-do-produto-várias-vezes-por-dia

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     


    #2. Otimize os títulos visando desempenho

    Conversamos várias vezes sobre a importância de títulos e descrições no Google Shopping. Isso deve-se ao fato de que o Google Shopping não escolhe quem aparece mais com base em palavras-chave, mas sim no texto dos títulos e descrições.

    Se você ainda está procrastinando a otimização dos títulos, a preparação para a Black Friday é sua última chamada para fazer isso de uma vez por todas.

    Em um excelente infográfico, nossos amigos da Dept recapitularam a estrutura de tudo que você precisa fazer para garantir que seus títulos estejam sempre otimizados de acordo

    google_shopping_title_field_structure

     

    Você pode usar o DataFeedWatch para automatizar a otimização de títulos.

    Exemplo: você vende itens de vestuário, como calças xadrez de algodão. O título otimizado que você precisa obter é: Calças xadrez de algodão, Gucci homem, roupa para homens, tamanho: 52, azul

    Basta combinar atributos do feed para criar um título recentemente otimizado:

    Screen Shot 2018-10-12 at 09.20.50-1

    Uma vez que você tenha implementado a estrutura de títulos no DataFeedWatch, é fácil de alterar somente alguns elementos. Por exemplo, depois de fazer uma busca por termos e palavras-chave, você poderia descobrir que em vez de roupa para homens, o termo ideal seria roupa masculina para definir o tipo de produto. Ou talvez você descubra que a cor marinho é mais procurada do que azul e mude isso no título para que seu anúncio tenha maior possibilidade de aparecer. Além disso, talvez você note que seus competidores colocaram a marca antes do título do produto e queira fazer a mesma coisa, e assim por diante.

    Primeiro você cria a estrutura, depois pesquisa e ajusta conforme necessário.

    Você pode dar uma olhada no seu relatório de termos de busca no Google Ads ou então usar ferramentas de pesquisa de palavras-chave para conferir a terminologia e a formulação de palavras para a categoria do seu produto.

    Exemplo (em inglês): você vende churrasqueiras a carvão. Tendo decidido fazer uma pesquisa por palavras-chave com o Planejador de palavras-chave do Google e assim otimizar os títulos de seus produtos, você descobre que a formulação “charcoal grill” é mais pesquisada e menos competitiva (e portanto menos cara!) do que “charcoal BBQ”.

    pesquisa-de-palavras-chave-do-Google-Shopping-para-otimização-de-títulos

     

    Na verdade, nenhum dos seus competidores está usando a mesma ordem de palavras. Alguns usam “grill charcoal” e outros “charcoal BBQ”.

     google_shopping_otimização_do_título_do_produto

     

    Mudar o título para “charcoal grill” aumentará a chance de que o seu produto apareça na frente dos competidores, sendo a melhor correspondência à busca mais realizada. Também pode ser útil procurar o relatório de desempenho do produto nos Google Ads, o que permite identificar itens com baixo de desempenho que talvez precisem de uma bela reorganização. 

    Finalmente, modificar os títulos de seus produtos pode ter um impacto enorme no desempenho de seus anúncios de listagem de produtos. Veja como um dos nosso clientes conseguiu um aumento total de 250% em cliques no Google Shopping, crescimento na parcela de impressões, melhores taxas de cliques e mais cliques de tráfego com alta conversão já existente.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     


    #3 Otimize as descrições

    Descrições não têm o mesmo impacto dos títulos nas taxas de cliques, já que aparecem somente na seção de compras e não na página de resultados do Google.

    Mas isto não quer dizer elas não precisem ser otimizadas, dado que são um recurso excelente para aquilo a que chamam de “keyword stuffing” e para estabelecer correspondências a consultas por diferentes palavras-chave.

    Enquanto que títulos precisam ser visualmente atraentes a fim de ganhar cliques, descrições podem ser mais longas e com maior densidade de palavras-chave. Você pode usar uma mesma regra “combine” no DataFeedWatch para preencher parte da descrição e torná-la exclusiva. Mas não se limite a copiar e colar descrições automáticas gerais. Às vezes acontece que faltam certas descrições de produtos no seu feed original .

    Você pode executar uma revisão de feed no DataFeedWatch para identificar imediatamente se há algum problema no feed.

    datafeedwatch-google-shopping-feed-review-descrição-ausente

    Você pode preencher as descrições que faltam com um texto padrão que enfatize as vantagens exclusivas e variedade de produtos do seu negócio, como por ex., Explore uma grande variedade dos livros mais populares, de brinquedos, jogos, presentes e mais. Ganhe um frete grátis para a sua casa em pedidos de mais de € 10 ou busque na loja de graça!

    A seguir, e graças às regras de feed do DataFeedWatch, você pode customizar a descrição de acordo com o tipo do produto.

    Exemplo: digamos que você vende tanto livros quanto brinquedos e jogos. O ideal é mencionar “grande variedade dos livros mais populares” somente nas descrições de livros e “grande variedade de brinquedos e jogos” somente para brinquedos e jogos. Você pode usar a regra IF (se) para distinguir entre livros e brinquedos + jogos. O GTIN de livros sempre começa com 97, ao contrário do de brinquedos e jogos.

    Assim, você pode montar uma regra como a que você vê abaixo:

    datafeedwatch-google-shopping-descrição

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     


    #4 Use imagens envolventes e de alta qualidade

     

    As imagens são extremamente importantes no Google Shopping, sendo a primeira coisa que o visitante vê no PLA (anúncio da listagem de produtos).


    Antes de mais nada, certifique-se de que todas as suas imagens se enquadrem nas diretrizes e requisitos do Google para imagens. Caso contrário seus produtos podem ser reprovados.


    Em segundo lugar, é importante garantir que todas as imagens sejam de alta qualidade e mostrem o melhor lado do produto, já que assim o Google o recompensa com uma colocação mais alta e um menor custo por clique.


    Em terceiro lugar, é recomendado usar o atributo additional_image_link e adicionar até 10 imagens extra aos seus PLAs. Geralmente, imagens adicionais mostram o produto a partir de um ângulo diferente, ou com elementos de uma cena montada. A fim de adicionar mais do que uma imagem adicional, basta repetir o campo em novas colunas do feed ou novos campos opcionais no DataFeedWatch.
    link-de-imagem-adicional-do-google-shopping

     

     

    Você pode usar a função de tabela de consulta no DataFeedWatch para ligar seus produtos a links de imagens adicionais. Clique aqui para se informar melhor.

     

    imagem-adicional-do-google-shopping 

     

    Além disso, cuidado com as reprovações por “imagens genéricas”! Isso acontece quando por alguma razão você não tem imagens para um produto e preenche o campo image_link com uma imagem padrão, geralmente o logo da sua companhia.


    Você pode usar a função exclude no DataFeedWatch para excluir produtos com imagens genéricas. Isso ajuda a manter o seu feed limpo e sem reprovações, pronto para a Black Friday!

    datafeedwatch_exclude_generic_image_google_shopping

     

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     


    #5 Otimize os seus preços

    O preço é um dos fatores mais importantes do sucesso no Google Shopping.

    Isto acontece simplesmente porque, dado que o Google Shopping é basicamente uma ferramenta de comparação de preços, produtos com preços mais baixos tendem a ganhar uma taxa de cliques maior. O Google geralmente recompensa anúncios com taxas de cliques maiores do que as esperadas com uma colocação melhor, mais chances de serem exibidos e um custo por clique mais baixo.

    Portanto, vale a pena de verdade garantir que seus preços fiquem competitivos. Talvez o seu instinto lhe diga para otimizar somente os produtos com maior saída e/ou de maior margem, mas não se esqueça de que, como sugere Andreas Reiffen em Advanced Google Shopping by Andreas Reiffen, somente 34% das conversões correspondem ao produto que foi clicado.

    Isto quer dizer que preços podem ser, literalmente, uma ferramenta de publicidade. Você pode focar nos produtos que causam mais impressões e abaixar o preço para eles, deixando de lado a margem por um momento.

    O seu objetivo aqui é obter tráfego para a sua loja e somente num estágio posterior vender seus produtos melhores e de maior margem.

    Para começar, use uma ferramenta de monitoramento de preços para descobrir qual é a posição dos seus preços em comparação com os competidores. A partir daí você pode descobrir boas oportunidades para novos preços.

    Exemplo: você descobre que o seguinte produto é o que recebe mais impressões, mas que tem um dos piores desempenhos em termos de taxa de cliques e conversões.

    relatório-de-produto-do-Google-Shopping-altas-impressões-baixas-conversões

     

    Se estivermos falando do primeiro comerciante, é provável que isso tenha acontecido por causa do preço do produto, que sem dúvida não é competitivo o suficiente.

    comparação-de-preços-de-compras-do-google 

    Por outro lado, este outro livro recebeu poucas impressões, mas uma taxa de cliques maior e mais conversões.

    google-shopping-product-report-altas-conversões-baixaS-impressões

    Isso acontece apesar do fato de que o seu preço ainda não é competitivo. De fato, o competidor mais próximo do comerciante vende o mesmo produto por € 3 a menos.

    preço-de-teoria-de-teste-de-motorista-compras-do-google-Comparação

    A conclusão é que o comerciante pode abaixar o preço do primeiro produto a fim de obter a oportunidade de impressões e ganhar cliques e tráfego para a loja. Uma vez que os usuários estejam no site, ainda é provável que eles procurem o segundo livro, dado que é um bestseller que nunca sai de edição e que não requer publicidade (suas impressões são 6 vezes menos do que o primeiro produto). E é assim que o comerciante pode ganhar dinheiro!

    A Black Friday serve para maximizar tráfego e rendimentos em um período em que os visitantes estão em modo de compras online total. Este é o melhor momento para otimizar seus preços e aumentar a chance de aparecer e receber cliques!

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #6  Aproveite as variantes de produtos e maximize o desempenho da sua campanha de vendas

    O Google define as variantes de produto como “um grupo de itens similares que diferem uns dos outros por detalhes do produto, como size [tamanho], color [cor], material, pattern [estampa], age_group [idade], size_type [tipo_de_tamanho] e size_system [sistema_de_tamanhos]”. Por exemplo, quando você vende uma camiseta de vários tamanhos, ou uma capa de iPhone de diferentes cores. O importante é mostrar somente um anúncio com a opção de “ver outras opções”, em vez de mostrar um anúncio exclusivo para cada tamanho ou cor.

    tamanho-de-variantes-de-produto-do-google-shopping

     

    INo cenário acima, não seria uma boa ideia fazer com que um anúncio aparecesse para cada tamanho de camiseta — não, o ideal é que apareça um único anúncio que a seguir dá aos usuários a opção de escolher o tamanho necessário.

    Na semana super competitiva da Black Friday, esse é exatamente o tipo de coisa que você precisa fazer para otimizar a visibilidade dos anúncios e melhorar a experiência do usuário. Para tanto, é necessário usar o atributo item_group_id. 

    Como sempre, você pode usar as regras de feed do DataFeedWatch para adicionar este atributo manualmente somente a alguns produtos de sua escolha.

    grupo-dE-itensde-compras-do-google-iD-datafeedwatch-rule

     

    Uma vez que você tenha adicionado o mesmo valor  item_group_id a determinados produtos, eles serão ligados ao mesmo grupo e não mais de um deles aparecerá ao mesmo tempo.

    A prática recomendada é usar o ID do produto principal (aquele que você quer que apareça) como item_product_id. No exemplo acima, o valor 1234 foi usado tanto para o item_group_id quanto para o main_product_id. Ao se preparar para a Black Friday, é importante usar as variantes dos produtos tanto quanto for possível. Assim, adicione sempre o máximo de detalhes opcionais de produtos: tamanho, cor, material, tema, faixa etária, tipo de tamanho, e sistema de tamanho, e outros.

    A Black Friday é um período muito cheio, onde produtos podem se esgotar com extrema rapidez. O que fazer se algumas variantes se esgotarem enquanto outras ainda estiverem disponíveis?

    Exemplo: você vende uma camiseta em diferentes tamanhos. Os tamanhos mais populares são M e G. Se o tamanho PP se esgota, pode ser que você ainda queira mostrar os outros tamanhos, mas se ou o tamanho M ou G, ou ambos, se esgotarem, talvez valha a pena tirar o grupo todo dos anúncios.

    Seria muito frustrante para a maioria dos compradores procurando por tamanhos M ou G se clicassem em um anúncio só para descobrir, logo depois, que o tamanho que eles queriam estava esgotado.

    O DataFeedWatch fornece uma função que faz com que todas as variantes parem de aparecer uma vez que uma ou mais variantes tenham se esgotado.

    associated variants gif

    Para períodos intensos como a Black Friday, esta é uma ação essencial na otimização do seu feed. Aprenda como excluir produtos quando certas variantes se esgotam no DataFeedWatch.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


     

    #7 Fortaleça o ROI do seu Google Shopping com rótulos personalizados

    Cobrimos extensivamente o tema de rótulos personalizados no post Como criar e otimizar rótulos personalizados para campanhas do Google Shopping.

    A principal conclusão é que os rótulos personalizados são um elemento essencial de qualquer campanha de vendas bem otimizada, e que, dada a sua flexibilidade, eles podem ajudá-lo a fazer os ajustes rápidos que períodos mais intensos como a Black Friday exigem.

    Uma boa otimização de campanha no Shopping começa com a subdivisão de produtos em vários grupos de produtos. O Google Ads permite que você crie grupos de produtos baseados em categoria, tipo de produto, id, condição e marca. Contudo, caso você precise de maior liberdade e queira subdividir seus produtos por um atributo personalizado, o Google permite que você faça isso através dos rótulos personalizados.

    subdivisão-do-produto-de-etiqueta-personalizada-de-compras-do-google

     

    Os rótulos personalizados são essencialmente 5 colunas opcionais que podem ser adicionadas ao seu feed de produtos. Eles são dispostos de 0 a 5: custom_label_0, custom_label_1… etc. Eles podem ser usadas para subdividir os produtos na sua campanha usando valores que você mesmo tenha escolhido. Como o Google diz em seu artigo na Ajuda do Google Ads, “você pode usar os rótulos personalizados para indicar que os produtos são sazonais, estão em queima de estoque, são os produtos mais vendidos etc. Esses valores podem, então, ser selecionados com o intuito de serem usados para monitoramento, geração de relatórios e definição de lances na sua Campanha do Shopping.”

    Como usá-los para melhorar o seu ROI durante a Black Friday?

     

    1. Subdivida os produtos por preço

    A fim de obter o melhor ROI, é essencial vender tantos produtos de alto valor quantos for possível — e pelo menor custo.

    Portanto, pode ser uma boa ideia criar grupos de produtos com base no preço do produto a fim de aumentar os lances para produtos de valor alto e diminuí-las para os de valor baixo. Desta forma, você garante que suas despesas com anúncios vão para os produtos que terão o maior retorno.

    Exemplo: você vende DVDs. Você quer investir mais em anúncios para box sets caros (mais de $ 50) do que em DVDs independentes de filmes, os quais têm valor baixo. Usando o DataFeedWatch, você subdivide os produtos por preço através dos rótulos personalizados.

    Os-rótulos-personalizados-do-Google-Shopping-subdividem-por-preço-com-regras-de-datafeedwatch

    A mágica dos rótulos personalizados é que o valor deles pode ser mudado fácil e rapidamente com simples regras de feeds. Durante o pico da Black Friday, pode ser que você julgue necessário mudar o jeito como seus produtos estão subdivididos. Sem problemas — basta mudar a regra do feed e tudo se resolve em menos de um minuto.

     

    2. Subdivida os produtos pela margem

    O mesmo conceito pode ser aplicado em relação a produtos de margem alta ou baixa. É bom fazer mais lances para produtos com uma margem mais alta. Isso pode ser feito adicionando-se o valor da margem a um rótulo customizado e criando-se a seguir uma regra que subdivide os produtos quando este valor fica maior do que uma certa quantidade.

    Os-rótulos-personalizados-do-Google-Shopping-subdividem-por-margem-com-regras-de-datafeedwatch  

     

    3. Subdivida os produtos por “prioridade” (mais vendidos, queima de estoque, etc)

    Com certeza você tem uma lista de produtos que você sabe que vão vender bem durante a Black Friday, ou então que você simplesmente precisa vender.

    Portanto, é desejável fazer lances maiores nestes produtos a fim de lhes dar maior visibilidade. Você pode usar regras do DataFeedWatch a fim de preencher uma coluna de rótulo personalizado com o valor “best-seller” (mais vendido) ou “clearance” (liquidação), por exemplo. A regra pode ser baseada em uma lista de IDs de produtos.

    Os-feeds-suplementares-do-google-shopping-estão-na-lista-functio-datafeedwatch

     

     

    4. Subdivida os produtos por promoção e quantia de desconto

    O mesmíssimo conceito pode ser aplicado a produtos em uma promoção específica. Com certeza você deve ter algum tipo de promoção para a Black Friday — o que você quer, então, é dar foco aos produtos vendidos com desconto, fazendo um lance maior para eles. Talvez você tenha várias promoções diferentes e queira subdividir os produtos dependendo do tipo de promoção ao qual pertencem. Uma vez mais, você pode usar uma lista de IDs de produtos para preencher um rótulo personalizado no DataFeedWatch.

     google-compras-etiquetas-personalizadas-datafeedwatch-feed-regras-preto-sexta-feira-promo

     

     

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #8 Descubra a potência dos feeds complementares do Google Shopping

     

    Essencialmente, feeds complementares consistem de listas de produtos nas quais você pode basear as regras do seu feed. Nos exemplos anteriores, vimos como preencher colunas de rótulos personalizados com valores tais como “best-seller” ou “promo-black-friday” somente para produtos específicos.


    Você pode listar cada ID exclusivo de produto em uma expressão regular (conforme mostrado acima), ou, melhor ainda, você pode simplesmente ter uma planilha onde listar todos os produtos aos quais quer aplicar o rótulo personalizado.


    Feeds complementares podem ou ser baixados diretamente no Google Merchant Center ou através do DataFeedWatch. Na verdade, você não precisa nem sequer carregar uma planilha do Excel. Basta adicionar um link, o qual pode ser um arquivo .csv hospedado no seu FTP, ou uma planilha do Google.


    Isto é até melhor, já que assim você poderá editar seu feed complementar a qualquer momento, sem precisar enviá-lo novamente. Esta função, que está disponível tanto no Google Merchant Center quanto no DataFeedWatch, ativa uma potência gigantesca.


    Exemplo rápido: digamos que você queira aumentar os lances para seus 50 produtos mais vendidos. A fim de se manter na competição durante a semana de Black Friday, é importante que a lista dos 50 produtos mais vendidos seja baseada nas vendas diárias.


    Na prática, você precisa garantir que a lista de produtos seja dinâmica e mude todo dia com base nas vendas do dia anterior. Desta forma, mesmo bestsellers (produtos mais vendidos) inesperados podem ser levados em conta. Você pode levantar o relatório das vendas diárias e a partir dele preencher uma planilha do Google com os 50 IDs de produtos mais vendidos (o que pode ser feito mediante as fórmulas das Planilhas Google). A seguir, você pode ligar o URL da planilha e usar a função is-in-list no DataFeedWatch para criar uma regra que preenche custom_label_0 (o rótulo personalizado 0) com o valor “best-sellers” somente para os produtos incluídos neste feed complementar.

     

    Os-feeds-suplementares-do-google-shopping-estão-na-listo-functio-datafeedwatch

     

    Depois, você pode criar um grupo de produtos no Google Ads baseado no mesmo rótulo personalizado e aumentar os lances. Os produtos incluídos no grupo mudarão a cada dia e você se manterá na competição sem qualquer trabalho manual.

    grupos-de-produtos-do-google-shopping-best-sellers

     

     Return to top of page or Get your Complete Guide to Data Feed Optimization here.


    #9 Otimize seus lances e passe à frente no pico da Black Friday

    O exemplo anterior mostra como você pode se manter consistentemente competitivo com seus produtos mais vendidos durante toda a semana da Black Friday. Idealmente, o mesmo pode ser feito para todos os grupos de produtos que você considerar valiosos.

    Exemplos:

    • Você tem várias promoções diferentes acontecendo ao mesmo tempo durante a Black Friday. Digamos, 50% de desconto em fones de ouvido, 20% em TVs, 15% em Hi-Fis e assim por diante. Você quer colocar todos estes produtos em grupos separados a fim de otimizar os lances de acordo;
    • Você tem um estoque a ser queimado. Você pode usar feeds complementares para colocar os produtos no mesmo grupo de produtos, de forma a fazer lances mais agressivos para eles, esperando aumentar as vendas;
    • Você tem uma lista de produtos os quais você sabe que seus competidores não têm em estoque. Sem dúvida alguma você precisa aumentar os lances para eles, de forma a maximizar a visibilidade e atrair o movimento da competição
    • Por outro lado, talvez você tenha demasiados produtos de margem baixa ou mal desempenho nos quais você quer gastar o mínimo possível. Coloque-os no mesmo grupo com um feed complementar e abaixe os lances.
    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #10 Faça bom uso do Google Shopping Merchant Promotions e das listas de remarketing

    O Google Merchant Promotions é uma das funções mais potentes do Google Shopping que você pode usar para a Black Friday. Confira o nosso post sobre Como aumentar suas vendas com o Google Shopping Merchant Promotions para saber tudo que você precisa para começar.

    O Google Merchant Promotions permite que você mostre um rótulo de “oferta especial” em seus anúncios da lista produtos, os quais ativam um balão pop-up com código de desconto.

    anúncios-de-promoção-do-google-merchant-no-google-serp-1

    Isso vira essencial durante a Black Friday, já que você quer espalhar a sua promoção ao máximo. Graças ao feed de promoções, que pode ser carregado ao DataFeedWatch, você pode atribuir uma promoção a somente determinados itens e/ou grupos de produtos. Isto abre uma série de possibilidades. Além de mostrar descontos de Black Friday para todos os usuários, você pode:

    • Mostrar um desconto adicional de 15% para usuários que abandonaram um carrinho de mãos, visando-os através das listas de remarketing do Google Shopping;
    • Mostrar um desconto adicional de 10% para usuários cuja última compra foi mais de 30 dias antes. Isto os encorajará a voltar e comprar de você novamente;
    • Agradecer a seus melhores clientes, os que mais compram de você ou cujos carrinhos têm maior valor, mediante um desconto adicional exclusivo;
    • Carregar sua base de e-mails no Google Ads e exibir um desconto especial para seus assinantes.

    Uma vez que você põe juntos o Google Merchant Promotions, a Black Friday e as listas de remarketing do Google Shopping, o céu é mesmo o limite.

    Não obstante, tente não se perder em todas as possibilidades táticas que você tem: o importante é ficar focado na estratégia geral, a qual deve sempre ser voltada para os clientes. Pense nos seus clientes em primeiro lugar, do que eles precisam e como ser grato a eles. Somente então crie uma lista de remarketing e uma promoção customizada.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #11  Use o Google Shopping para criar tráfego para suas lojas físicas

    No mês passado, publicamos um post sobre Como o Google Shopping pode ajudar negócios físicos. Descobrimos que, embora o Google Shopping seja obviamente conhecido por criar vendas para o e-commerce e por ser um canal forte de marketing digital, ele também pode ser extremamente potente mesmo para obter tráfego físico e vendas offline. Graças à função Anúncios de inventário local, o Google Shopping vira uma boa ferramenta de publicidade para lojas físicas.

    dicas-de-marketing-do-feed-de-compras-do-Google-para-anúncios-de-inventário-local-da-Black-Friday-2018

    Infelizmente, no momento esta função só está disponível para comerciantes com lojas na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, EUA, França, Japão, Reino Unido e Suíça. Anúncios de inventário local são muito parecidos aos anúncios regulares do Shopping, e são ativados principalmente por buscas locais (perto de mim, nas redondezas, etc). Eles mostram um rótulo com a distância em quilômetros e/ou um pequeno rótulo azul “em estoque”.

    google-shopping-marketing-tips-for-black-friday-2018-anúncios-de-inventário-local

    Após clicar no anúncio, usuários são dirigidos a uma página hospedada no Google chamada “Página de entrada local”. Compradores podem usar a página de entrada local para ver o inventário da loja física, o horário de funcionamento, direções no mapa, e mais. A fim de anunciar com anúncios de inventário local, você precisa enviar dois feeds diferentes:

    • Um é o Feed de produtos locais, que contém os principais atributos do produto, tais como ID, título, disponibilidade e preço;
    • O outro é o feed de inventário de produtos locais, que é uma lista de todas as lojas que possuem o produto anunciado em estoque.

    Com este último feed, você está basicamente dizendo para o sistema quais produtos são vendidos onde. Desta forma, o Google Shopping saberá onde e quando mostrar o rótulo “na loja”. 

    Confira o nosso post Google Shopping para lojas físicas para se informar mais e saber como ativá-lo. Lembre-se, também, de que se você quiser entender melhor a diferença entre os vários tipos de feeds do Google Shopping, você pode ler mais aqui: Tudo o que você precisa saber sobre os tipos de feeds do Google Shopping.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #12 Desvende a capacidade da Segmentação por lista de clientes para o Google Shopping

    O público da segmentação por lista de clientes é consistido das listas de endereços de e-mail que você pode visar através do Google Ads. Tendo feito upload das listas para o Google Ads, o sistema verificará quais e-mails na lista pertencem a usuários com contas no Google — você só poderá visar usuários com contas no Gmail e no Google. Vá para a seção Público no Google Ads e selecione “Lista de clientes”.

     

    google-shopping-feed-dicas-de-marketing-para-a-black-friday-2018-google-customer-match

     

    A partir daí, você poderá fazer upload das suas listas de e-mails em alguns passos simples.

    Dica-de-marketing-do-Google-Shopping-Feed-para-Black-Friday-2018

     

    Públicos da segmentação por lista de clientes podem ser usados em todos os tipos de campanha do Google Ads, exceto por campanhas da Rede Display. Com a Black Friday chegando em breve, vale a pena adicionar estes públicos às suas campanhas de vendas também. Exemplos de uso:

    • Faça upload da lista dos assinantes de seu boletim. Faça lances agressivos sobre eles logo depois de enviar um e-mail. Desta forma você dobrará sua chance de vender para um público que já está envolvido com a sua marca.
    • Faça upload da lista daqueles que não fizeram uma compra no último mês. Crie uma promoção no Merchant dirigida especialmente para eles e aumente os lances somente para esta seção de usuários. Desta forma você poderá empenhá-los novamente e trazê-los de volta graças a descontos especiais que somente eles podem ver.
    • Upsell e cross-sell. Mostre anúncios e promoções de vendas voltados especialmente para usuários que compraram um item específico. É provável que eles se interessem em um upgrade do produto, ou em acessórios adicionais.

    Faça upload dos seus assinantes do programa de fidelidade e encurte a distância entre online e offline. Este talvez seja o uso mais interessante da segmentação de por lista de clientes. Unindo esta à dica #11, você terá uma estratégia pronta para esta próxima Black Friday a fim de tornar o Google Shopping relevante para suas lojas físicas e aproveitar ao máximo seu grande público offline para aumentar as vendas online. Os clientes da sua loja física podem adorar a sua marca, mas ao mesmo tempo não ser familiarizados com o seu site de e-commerce. Vise a eles especificamente, através de e-mails de boletim e promoções e campanhas do Shopping customizadas. Se você fizer tudo direitinho, será uma vitória bastante fácil, já que você vai estar visando uma audiência que já é leal.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #13 Explore anúncios de texto na rede de pesquisa baseados em feeds

    A Black Friday é aquele momento do ano em que você precisa usar as melhores mãos no seu baralho. Anúncios do Google Shopping podem ser exibidos juntamente com os regulares anúncios de texto da rede de pesquisa.

    Para que focar ou num ou noutro? Use tanto campanhas no Shopping quanto campanhas de anúncios de texto e duplique a visibilidade!

    Anúncios de texto podem ser focados em produtos e “dinâmicos”. Com os anúncios de texto do DataFeedWatch, você cria dinamicamente anúncios de texto baseados no seu feed de produtos.

    Você poderá mostrar anúncios de texto assim:

    Título 1: Product_Title [Título do produto]

    Título 2: Product_Brand / Product_Price [Marca do produto / preço do produto]

    Título 3: Product_Price / CTA [Preço do produto / CTA]

    Descrição 1: Product_Description [Descrição do produto]

    Descrição 2: USPs and CTA

    Por exemplo, se você é um varejista de livros, você pode criar anúncios como este abaixo:

    Dica-de-marketing-do-Google-Shopping-Feed-para-Black-Friday-2018-2

    O título do livro, nome do autor e preço mudam dinamicamente, enquanto que o resto permanece igual. Anúncios como este são extremamente potentes pela forma como fornecem bastante informação sobre o produto, sendo muito proeminentes na página de resultados das buscas (eles são muito maiores do que os anúncios da lista de produtos, especialmente depois do upgrade recente que passou de 2 para 3 títulos) e são extremamente relevantes para usuários que estejam procurando um produto específico.

    Obviamente, é preciso garantir que este tipo de anúncio seja exibido somente para consultas por produtos específicos e feitas por quem já sabe o que quer.

    Esta estratégia pode fazer uma diferença notável para a sua performance de PPC nesta próxima Black Friday

    Aliás, dado que tanto os anúncios da lista de produtos quanto os anúncios de pesquisa aparecem ao mesmo tempo, se você fizer tudo certo você será o rei da página de resultados de pesquisa, com seus anúncios aparecendo em ambos os campos.

    Para períodos intensos e competitivos como a Black Friday, é essencial maximizar sua visibilidade e colocar-se como prioridade para os clientes. Com tantas ofertas e promoções parecidas para comparar e pouco tempo para decidir, é comum que os compradores acabem por escolher os comerciantes que causaram mais impressão.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    #14 Prepare-se para o tempo chuvoso!

    Para concluir, queremos enfatizar uma pesquisa que nossos amigos da agência digital dinamarquesa s360 fizeram sobre o efeito que tempo mau ou bom pode ter no tráfego do site e nas vendas.

    Eles descobriram que dias ensolarados têm um impacto negativo no tráfego do site, já que, como é fácil de entender, muita gente prefere sair e se divertir do que ficar em casa fazendo compras online.

    O gráfico a seguir analisa o período entre abril e junho de 2019, mostrando as horas de sol no eixo X e a porcentagem de tráfego acima ou abaixo da média diária no eixo Y.

    dicas-de-marketing-do-google-shopping-feed-para-black-friday-2018-horas-de-sol-efeito-sobre-o-tráfego

     

    Como você pode ver, quantas mais horas de sol, tantos menos visitantes do site em lojas online dinamarquesas. Por outro lado, a mesma pesquisa conduzida em março de 2019 revelou que as horas de sol não tinham uma influência realmente significativa no tráfego do site.

     

    google_shopping_feed_marketing_tips_for_black_friday_2018_sunshine_hours_effect_on_traffic-março

    Possivelmente, isto se dá porque apesar do bom tempo, a temperatura em março (na Dinamarca) ainda é muito baixa e as pessoas preferem ficar dentro de casa, o que lhes dá tempo de navegar pela Internet. A pesquisa chegou à conclusão de que “em dias ensolarados, 18% menos tráfego pode ser esperado em comparação a dias sem sol”. Eles também descobriram que a taxa de conversão não é afetada igualmente por horas ensolaradas.

    Isto quer dizer que tempo ensolarado também tem um impacto nas vendas, já que menos visitantes com a mesma taxa de conversão significa menos dinheiro. Já o tempo chuvoso tem um efeito positivo no tráfego (mm de chuva no eixo X e porcentagem de tráfego acima ou abaixo da média no eixo Y em de abril a junho de 2019):

    google-shopping-feed-dicas-de-marketing-para-a-black-friday-2018-efeito-chuva-no-trânsito

    Isto nos remete à Black Friday! Na Europa e na América do Norte, novembro geralmente é um mês frio e chuvoso.

    Portanto, um pode-se esperar um aumento em tráfego a lojas online. Você precisa tirar proveito deste aumento em tráfego, tentando otimizar seu site e campanhas de publicidade a fim de ganhar tantos usuários quantos for possível converter.

    Voltar para o topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados


    Conclusões

    Todas as dicas de otimização de feed do Google Shopping que demos são válidas, é claro, não só para a Black Friday, mas também para uma estratégia constante de gestão de feeds. No entanto, a falta de tempo e de recursos pode às vezes tornar difícil de ficar de olho em todas as atividades de otimização e funções novas ou pouco conhecidas do Google Shopping.

    A Black Friday, com sua relevância comercial, é o momento perfeito para retomar o tempo e recursos que em geral faltam e focar em tudo o que você pode fazer para melhorar a performance da sua campanha de vendas.

    New Call-to-action