9 erros de feed no Bing Merchant Center e como corrigi-los

    9-erros-de-feed-no-Bing-Merchant-Center-e-como-corrigi-los

    Mais de 56 milhões de pesquisadores por mês não estão no Google. Para abordar este problema, temos os anúncios de produtos Bing, que permitem ao varejista visar compradores fora do Google.

    Mas no começo pode ser bastante desencorajador quando você carrega o seu feed de produtos pela primeira vez ao Bing Merchant Center e se depara com uma longa lista de erros que precisam ser resolvidos imediatamente. Se você já é familiar com o Google Shopping, sabe que muitas vezes você recebe alertas de erros encontrados nos dados de seus produtos.

    Por isso é que vamos ajudá-lo com uma lista dos 9 erros mais comuns no Bing Merchant Center e soluções rápidas para cada um deles.

     

    1. Disponibilidade e itens em falta

    O Bing aceita o mesmo formato de arquivo do Google Merchant Center. É claro que isso simplifica o trabalho de todos os comerciantes e lhes permite começar a usar as campanhas de vendas do Bing muito mais rápido.

    Não obstante, ainda há alguns atributos no feed do Google que ou não são usados pelo Bing ou, se são usados, requerem valores diferentes. Por exemplo, no Google você pode fornecer quatro valores para a disponibilidade de um produto: “em estoque”, “disponível para pedido”, “em falta” e “pré-pedido”.

    Já o Bing aceita somente itens para os quais a disponibilidade é “em estoque”. Isso significa que é impossível exibir itens que estiverem em falta, de forma que você precisa se certificar de que o status dos produtos anunciados seja “em estoque”.

     

    Amplie seu negócio para novos canais e aumente suas vendas com nosso Guia de publicidade para qualquer canal

     

    Isto pode ser feito facilmente com a nossa ferramenta de gestão de feeds, permitindo que seja criada uma regra que automaticamente exclui do feed todos os produtos em falta. Com a regra abaixo, a cada vez que o estoque de um produto acaba, ele é filtrado para fora do feed. Quando o nível do estoque é atualizado, ele é incluído novamente.

     2019-03-29_1646

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    2. URL de produto errado

    O Bing não aceita URLs sem o protocolo de segurança https:// ou http://, portanto certifique-se de que todos os seus links tenham um destes protocolos. Isto também pode ser facilmente corrigido com uma regra que adiciona o protocolo como prefixo aos URLs de seus produtos, como no exemplo abaixo:

     

    2019-03-29_1642

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    3. Palavras-chave sensíveis

    Esta pode ser mais complicada do que parece. Ainda que você não esteja vendendo produtos adultos ou categorias não suportadas, o sistema do Bing pode identificar incorretamente alguns produtos como não sendo apropriados para publicidade.

    Por exemplo, se você vende brinquedos infantis e um produto chama-se “pistola de brinquedo” no seu feed de dados, o Bing recusará a inclusão do item.

     2019-03-29_1650

     

     

    Outro problema com o qual comerciantes de vestuário e acessórios podem se deparar, ao vender roupas de vários tamanhos, é quando as descrições dos tamanhos são separadas por vírgulas: “tamanhos disponíveis: p,m,g”.

    Se para alguns produtos a vírgula está faltando e a descrição aparece como “tamanhos disponíveis: sm,l”, o Bing pode reprovar o produto porque “sm” é relacionado a “bdsm” e portanto considerado como pertencente a produtos adultos.

     2019-03-29_1652

     

    Não há como saber com antecedência o que será identificado como inapropriado, mas a boa notícia é que o Bing fornece um relatório onde você pode ver os detalhes e palavras-chave incorretas, de forma que só resta voltar ao feed e remover ou substituir as palavras-chave em questão.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    4. Domínio incorreto

    Aqui temos um problema que acontece frequentemente com usuários do Shopify, quando eles reivindicam o URL de seu site no Bing Merchant Center.

    Se você tem uma loja no Shopify, o seu domínio será automaticamente configurado como “nomedaloja.myshopify.com”. Em vez de reivindicar este domínio no Merchant Center, donos de lojas reivindicam somente “nomedaloja.com”. 

    Esta confusão piora quando você carrega o feed de produtos ao Bing e o URL do seu produto inclui o domínio “nomedaloja.myshopify.com”, em vez daquele que você reivindicou (“nomedaloja.com”), o que faz com que todos os produtos sejam reprovados.

    Com o DataFeedWatch, as coisas podem ser simplificadas, de forma que se houver uma incompatibilidade entre o URL do produto e o link reivindicado no Bing Merchant Center, você pode simplesmente criar uma regra para ajustar os URLs dos produtos.

     

    2019-04-02_1529

     

    Se você não estiver usando o DataFeedWatch, a solução é solicitar um novo domínio no Merchant Center, sendo que a única desvantagem é que você não poderá anunciar seus produtos enquanto a situação não houver se resolvido.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    5. Campos obrigatórios faltando

    Este é um problema frequente com comerciantes que montam seus feeds no Bing Shopping desde o zero. Os feeds do Bing exigem os seguintes campos: ID, título, link, preço, descrição, link da imagem e frete (somente para a Alemanha).

    Caso um destes campos esteja faltando, desnecessário dizer que o seu feed não passará pela inspeção inicial. Clique aqui para ver as especificações de feed do Bing.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    6. O limite de caracteres para um campo é ultrapassado

    Todos os campos devem se manter dentro dos limites de caracteres do Bing, caso contrário os produtos não são aprovados.

    ID do produto - 50 caracteres

    Título - 150 caracteres

    Link do produto - 2000 caracteres

    Descrição - 10.000 caracteres

    Link da imagem - 1000 caracteres


    Para uma lista de todos os limites de caracteres, visite a página de especificações de feed do Bing.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    7. Erros com imagens

    A imagem é um dos elementos mais importantes do anúncio de produtos, de forma que não é de espantar que existam tantas regras que é preciso seguir. Se você está usando o mesmo arquivo de feed de dados tanto para o Google quanto para o Bing, você pode se deparar com problemas, já que há algumas pequenas diferenças nos requisitos.

    Tamanho da imagem. O tamanho mínimo de imagem para feeds do Bing Shopping é 220 por 220 pixels, enquanto que para o Google é 250 por 250 pixels para vestuário e 100 por 100 pixels para o resto dos produtos. 

    Tamanho do arquivo. O arquivo não pode ultrapassar 3.9 megabytes, enquanto que para o Google o limite é bem maior: 16 megabytes.

    URL da imagem. Conforme já visto, este deve ser ou HTTP ou HTTPS.

    Texto. As imagens dos produtos não podem ter marcas d’água ou texto promocional.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    8. Duplicatas

    O motivo para receber este alerta é que você tem mais de um produto no feed de dados com o mesmo título ou ID de Merchant, o que não é permitido.

    Há duas situações comuns nas quais o produto do comerciante é rejeitado devido a duplicatas: 

    O campo errado nas regras de campo de saída

    Por exemplo, clientes do Shopify têm dois campos no seu feed de origem para definir o ID único. Um deles é o ID de variante, que é diferente para cada variante, e o outro é o ID do produto, que aparece em todas as variantes. Em vez de fornecer o ID de variante, o cliente pode cometer o erro de fornecer o ID do produto, de forma que o ID de saída não será diferente para as variantes, o que cria um erro.

    A solução é muito simples, consistindo de criar-se uma única regra que especifica qual campo deve ser usado para identificação.

    2019-04-02_1542

     

    IDs idênticos para produtos diferentes

    Vários produtos no seu feed compartilham o mesmo ID, o que causa a reprovação dos seus produtos. Não há uma solução fácil para isso, e você terá que inspecionar o seu feed e ver se encontra duplicatas e, se este for o caso, eliminá-las ou atualizar o ID para que ele apareça como um produto diferente.

    Se você estiver usando o DataFeedWatch, temos um truque com o qual você pode evitar este erro. Se você não tem tempo ou recursos para ir ajustar cada duplicata, mas sabe que todos os produtos têm um outro campo em comum que é 100% único em cada produto, podemos fazer com que o sistema baixe valores únicos somente para aquele campo.

    A mesma solução pode ser usada quando alguns dos produtos têm vários campos idênticos: ID, título, descrição, marca, etc. Se você criar uma regra para remover estes campos, isso fará com que todos os produtos sejam excluídos do feed — não é o que você quer. Mas se houver somente um campo que for diferente para cada produto no seu feed inteiro, você pode defini-lo como o campo de saída.

     

    Voltar ao topo da página ou Baixar O Guia Completo de Otimização de Feeds de Dados

     

    9. Identificadores exclusivos faltando

    Digamos que você não tenha valores exclusivos no seu feed de origem para todos os produtos — digamos que tenha 10.000 SKUs no feed, mas somente 9.000 identificadores exclusivos.

    Você pode dedicar o tempo necessário para atualizar o feed e atribuir identificadores exclusivos, ou pode usar o mesmo truque do erro de duplicatas. Você só precisa nos escrever e dizer qual campo devemos usar como campo exclusivo, de forma que possamos forçar o sistema a baixar valores exclusivos somente para aquele campo.

    Os anúncios de produto do Bing limitam-se, atualmente, a uns poucos países: EUA, Reino Unido, Alemanha, França e Austrália, mas já estão tendo grande sucesso e devem logo ser disponibilizados para outros países. Se você leva o sucesso das suas vendas online a sério, você precisa ir para onde seus potenciais clientes estão.

    Esperamos que as soluções fornecidas neste artigo possam ajudá-lo a identificar e resolver os erros.

    Alguns dos erros que aparecem no Bing Merchant Center podem ser parecidos com os que aparecem no Google Shopping Center e no Facebook Business Manager, então não deixe de conferir estes posts: 6 erros de feed comuns nos anúncios dinâmicos do Facebook e Os 10 erros mais comuns no Google Merchant Center e como corrigi-los

    Caso esteja acontecendo um problema que não tiver sido incluído na lista acima, deixe um comentário ou entre em contato conosco para que possamos ajudar a corrigi-lo.

     

    New Call-to-action