Otimize as imagens no seu Google Shopping

    Otimize-as-imagens-no-seu-Google-Shopping

    As imagens dos seus anúncios da lista de produtos são extremamente importantes. Elas desempenham um papel crucial na decisão do cliente de comprar um item através do Google Shopping. Se você não tem a melhor imagem do produto, a qualidade do seu feed pode baixar drasticamente e prejudicar seus resultados de forma geral.

    A imagem é a maior parte do anúncio, de forma que não só é essencial cumprir com as exigências do Google, mas também criar um visual atraente para o cliente (tipicamente, muitos clientes se decidem por um produto com base nos seguintes atributos do anúncio da lista de produtos: imagem, preço e título).

     

    Vejamos as melhores formas de resolver problemas, as práticas recomendadas e quais os requisitos absolutos para as imagens no Google Shopping.

     

    Requisitos de imagens do Google Shopping, práticas recomendadas e erros a evitar

     

    Não cumprir com os requisitos pode trazer uma reprovação do Google. Então vamos ao essencial:

    1. Em primeiro lugar, o link de imagem (um URL da imagem ela mesma) é uma parte obrigatória do feed. Se não houver imagem para o seu produto, não o inclua no feed.
    2. O mesmo se aplica para imagens marcadoras de posição. Elas não são permitidas, salvo por duas exceções:

    • nas categorias Hardware ou Veículos e peças, são permitidas ilustrações quando necessário.

     imagens-do-google-shopping

    • Tinta, em qualquer categoria. Com produtos assim, imagens de uma só cor são aceitas.

    imagens-do-google-shopping2

    3. Você deve representar exatamente o tipo de item que está vendendo. Isso pode parecer óbvio, mas é importante garantir que acessórios ou panos de fundo não estejam encobrindo o item. 

    Por mais que você conheça muito bem o seu produto, você precisa ter em mente que pode ser a primeira vez que o cliente o vê. Por exemplo, o produto abaixo é um novelo de lã grossa. No entanto, isto não fica claro, já que o novelo aparece já em forma de cobertor tricotado:

    imagens-do-google-shopping3

    4. Somente os seguintes formatos são aceitos: GIF (.gif) (não animado), JPEG (.jpg/.jpeg), PNG (.png), BMP (.bmp) e TIFF (.tif/.tiff)

    • O tamanho máximo de imagem é de 64 megapixels. O tamanho máximo do arquivo é de 16 MB.
    • Certifique-se de que a imagem seja clara. Isso é essencial para itens de vestuário, onde é preciso usar imagens de pelo menos 250 x 250 pixels. Para outros tipos de itens, a imagem deve ser ao menos 100 x 100 pixels.
    • Evite usar bordas, marcas d’água e textos promocionais.
    • Idealmente, a imagem ela mesma deve ocupar 75% do campo para a imagem.

     

    5. Em um post na comunidade de anunciantes do Google, um anunciante perguntou por que as suas imagens estavam saindo descentralizadas ou cortadas. A resposta: os requisitos de imagem não estavam sendo cumpridos.

     

    6. Finalmente, você precisa considerar os requisitos para o URL. É importante lembrar que o Google examinará as imagens e seus links usando rastreadores e um algoritmo, pelo que é essencial acertar no URL. São requisitos para o URL:

    • Certifique-se de garantir que o URL seja totalmente rastreável (a configuração robots.txt deve permitir Googlebot e Googlebot-imagem). Em uma questão feita na comunidade de anunciantes do Google, o anunciante perguntou por que estava vendo uma mensagem de erro. Tudo se resumia ao fato de que o link enviado era de uma página, e não o URL de uma imagem.
    • Ao usar a categoria  [image_link] no seu feed, o URL deve encaminhar para a imagem principal do produto.
    • O URL deve começar com http ou com https.
    • O URL deve estar alinhado com a RFC 2396 ou RFC 1738 - por exemplo:
      • Um espaço é %20
      • Aspas duplas (“) são %22
      • Uma cerquilha (#) é is %23

     

    Práticas recomendadas para imagens no Google Shopping

     

    Agora que sabemos o que é exigido e essencial para as suas imagens no Google Shopping, vamos explorar algumas das práticas recomendadas e dicas para conseguir a melhor imagem possível:

     

    1. Conteúdo da imagem

    Apesar do tamanho mínimo exigido pelo Google ser de 100 x 100 pixels (ou 250 x 250 para vestuário e acessórios), imagens maiores e de melhor qualidade tendem a se destacar.

    A CPC Strategy sugere usar imagens de 800 x 800 pixels, ou maiores. Elas são mais visualmente atraentes e também tendem a representar mais exatamente o produto, além de ter desempenho melhor do que imagens menores. Por exemplo, as imagens abaixo mostram o impacto positivo de usar os tamanhos recomendados de imagem.

     imagens-dO-google-shopping5imagens-do-google-shopping4

     

     

    2. Image content

    Lembre-se de que você precisa capturar a atenção do comprador antes das listagens de seus concorrentes. 

    Certifique-se de que a sua imagem seja clara e fácil de ver. Conseguir uma iluminação adequada e o ângulo certo é essencial.

    A SEMRush recomenda usar um pano de fundo branco simples, sem marcas ou logotipos (além de eventuais logotipos no próprio produto) a fim de ajudar a imagem a se destacar das outras.

     

    imagens-do-google-shopping6 

     

     

    Na imagem exemplo, o produto sendo vendido é uma caneca. No entanto, os acessórios ao redor tornam mais difícil de salientar o produto.

     

     

     

     

     

    imagens-do-google-shopping7

     

     

     

    Já esta segunda imagem mostra a caneca por si só, frente a um pano de fundo branco. Você pode notar como isso dá mais destaque ao produto.

     

     

     

     

     

     

    3. Retoque a imagem

    Se é você mesmo quem está criando as imagens, tente dar um retoque nelas para obter um visual mais profissional. Por exemplo, em um post do Jeff Delacruz para o Shopify, imagens que são fotografadas contra um fundo branco com a exposição adequada tendem a sair com um leve matiz cinza no fundo. Retocá-las pode ajudar a criar o fundo branco e, assim, uma imagem mais clara.

     

     imagens do google shopping8

    Imagem acima: exemplo de imagem antes de ser retocada. Créditos: Shopify

     imagens do google shopping9

    Imagem acima: mesma imagem após ser retocada. Créditos: Shopify

     

    4. Use a imagem certa

     Again, this sounds simple, however, you’ll want to make sure you’ve got the right images for the right product. This means setting up and parent/child attributes with all the right images too. It seldom works to show a customer the wrong colour, size, etc. - for example, you’re unlikely to get a sale by showing an image of a red dress when the customer has searched for a black dress.

    imagens-do-google-shopping10 

     

    Evitando erros

     

    Depois de todo o esforço que você investiu em montar um feed e escolher as melhores imagens, a última coisa que você quer ver é aquele aviso vermelho de desaprovação causado pelas imagens selecionadas. Assim, vamos ver alguns enganos frequentes e como evitá-os:

     

    5. Links quebrados

    O Google precisa poder ler o link. Caso ele não consiga acessá-lo, ele não será exibido — simples. Evite acrescentar espaços ou outros elementos incompreensíveis pela codificação de URLs. Além disso, certifique-se de conferir se o URL ainda está válido e não foi movido ou até mesmo excluído.

     

    6. Your image size

    Imagens pequenas demais podem impactar as suas vendas ou mesmo causar uma desaprovação. No entanto, imagens grandes demais também podem ter este efeito.

     

    7. Watermarks

    Pode parecer uma boa ideia usar uma marca d’água ou texto promocional para espalhar a sua marca, mas isso é um jeito fácil de receber uma desaprovação do Google. Se você quer adicionar texto extra, use a seção para a descrição do produto.

     

    8. Generic Images

    Cuidado com a reprovação por imagem genérica! Isto acontece quando, por algum motivo, você não tem imagens para um produto e preenche o campo image_link [link_da_imagem] com uma imagem padrão, tal como o logo da sua companhia.

     

    9. Additional Images

    Faça uso do atributo additional_image_link [link_da_imagem_adicional] e adicione até 10 imagens extra aos seus anúncios da lista de produtos. As imagens adicionais podem ser usadas para mostrar o produto a partir de diferentes ângulos, ou com outros produtos que componham uma cena.

     

     

    Vamos nos livrar dessas reprovações impertinentes!

     

    Digamos que você tenha configurado o seu feed e suas campanhas quando, para sua “alegria”, o Google reprove alguns dos seus anúncios… o que fazer agora?

    A melhor coisa a fazer é corrigir o erro sem delongas.

    Geralmente, lhe será comunicado o motivo da desaprovação, o que o ajudará a identificar o que precisa ser feito para resolver o problema. Uma vez que você tenha feito o que for necessário, envie o feed novamente. A reaprovação de itens leva até 12 horas, enquanto o Google confere que todos os erros tenham sido corrigidos. Caso você sinta que o erro não é de dentro do feed, você pode solicitar uma revisão manual. No entanto, isto pode levar até 7 dias. Uma vez que os itens no feed tenham sido revisados e aprovados, eles podem começar a aparecer dentro de 24 horas.

    Você também pode se deparar com reprovações antecipadas de itens. Isto é quando o Google faz uma revisão manual dos produtos e, se encontra algo que não adere aos requisitos (p. ex. marcas d’água), você receberá um e-mail pedindo que corrija os problemas encontrados, com exemplos dos produtos com problemas. Caso você não consiga fazer as correções dentro do prazo dado pelo Google, você verá que outros itens começarão a ser reprovados caso o Google ache que eles provavelmente terão o mesmo problema.

    Todas as dicas que demos de otimização de imagem para o Google Shopping são essenciais para uma estratégia contínua de gerenciamento de feed.

    imagens do google shopping2New Call-to-action